Jefferson Peres morre aos 76 anos

O líder do PDT no Senado, Jefferson Peres (PDT-AM), 76, morreu às 6h30 desta sexta-feira em Manaus (AM).

Ele morreu na casa onde morava, no bairro de Adrianópolis, e pode ter sido vítima de um infarto, segundo informações preliminares passadas por Dermilson Chagas, da SRT (Superintendência Regional do Trabalho) no Amazonas e um dos líderes da sigla no Estado.

O gabinete do senador, em Brasília (DF), também confirmou a informação da morte de Peres, mas não soube dar mais detalhes a respeito.

O senador passava o feriado de Corpus Christi com a família. Líder do PDT no Senado, Peres nasceu em 19 de março de 1932, em Manaus.

Peres era professor e advogado, com longa carreira de vereador em Manaus. Ele ocupava vaga no Senado desde 1995, e exercia seu segundo mandato de senador.

O senador José Jefferson Carpinteiro Peres, conhecido como Jefferson Peres, nasceu em 19 de março de 1932, em Manaus (AM).

Professor e advogado, ocupava vaga no Senado desde 1995, e exercia seu segundo mandato na Casa. Ele era filiado ao PDT desde o início de 1999.

Peres participou, na década de 50, da campanha “O Petróleo É Nosso” e, em 1988, foi eleito para seu primeiro cargo público: o de vereador em Manaus, cargo para o qual foi reeleito para segundo mandato, cumprido até 1995, quando assumiu sua cadeira no Senado.

Ele também foi candidato à vice-presidência do Brasil nas eleições de 2006, na chapa do também senador Cristovam Buarque (PDT-DF). Peres era o líder da bancada do PDT no Senado.

2 comentários

Filed under Política

Preso da Vorax abriu o jogo à Polícia Federal

Informações trazidas, hoje, ao REPÓRTER, por um parente de um dos presos da Operação Vorax, deflagrada pela Polícia Federal, terça-feira, 20, podem deixar muita gente poderosa em maus lençóis. Segundo a fonte do REPÓRTER, que esteve com o irmão no cárcere da PF, garante que o mesmo falou tudo em seu depoimento sobre a mafia supostamente comandada pelo prefeito de Coari Adail Pinheiro.

Detalhes nº 1.Empresas envolvidas no esquema do prefeito Adail, segundo a fonte, estão praticamente falidas porque nada receberam dos serviços prestados ao município, embora seus proprietários tenham assinado recibos de quitação para o balancete da prefeitura. De acordo com a PF, o desvio até agora contabilizado é de R$ 54 milhões.

A situação das pessoas presas pela Polícia Federal é difícil e em função disso pelo menos a maioria deve falar tudo sobre o esquema montado em Coari para dilapidar o patrimônio público.

Detalhe nº 2. Essa mesma fonte garantiu que o seu irmão,durante o depoimento prestado a PF, falou, inclusive, daquela mala de dinheiro apreendida no aeroporto de Coari em pleno processo eleitoral e que um vereador de Manaus disse ser de sua propriedade.

O preso da Vorax que abriu o jogo para a Federal foi citado no Blog do REPÓRTER na última terça-feira.

Detalhe nº 3. Uma outra operação – o nome dela não foi citado – deverá ser deflagrada brevemente pela PF no estado com o objetivo de devassar as ações (falcatruas) administrativas de um município próximo a Manaus.

Deixe um comentário

Filed under Uncategorized

Iate de 30m comprova ostentação de Adail

O delegado federal, Jocenildo Cavalcante, já admite que o prefeito de Coari, Adail Pinheiro, pode ser intimado para depor na Polícia Federal, sobretudo, depois da localização de R$ 7 milhões encontrados em uma casa de aparência humilde na sede daquele município.

Para complicar ainda mais a situação do prefeito, a Polícia Federal aprendeu, hoje, um Iate de requintado luxo, pertencente a Adail. O iate mede pelo menos 30 metros de comprimento.

Todo climatizado, o iate é equipado com televisão de tela plana, antena parabólica, móveis de primeiríssima qualidade, aparelho de som, DVD, bar, kaoraque, três banheiros e cinco suites nos dois pisos da embarcação de nome “Brisas”.

Tudo no interior da Brisas é muito bonito: pias, louças, armários, sofás… tudo.

O iate ficou ancorado no píer da Polícia Federal, na pria Dourada.

FOTOS – MICHELL MELLO

Deixe um comentário

Filed under Uncategorized

Polícia Federal encontra R$ 7 milhões em casa abandonada


Agentes da Polícia Federal, empenhados na execução da Operação Vorax, desencadeada, ontem, em Manaus, para cumprir 48 mandados de busca e apreensão e 23 prisões, chegaram a uma grande quantidade em dinheiro que era guardada em uma casa modesta na cidade de Coari, na região do médio Solimões.

No total foram encontrados cerca de R$ 7 milhões, além documentos falsos, carimbos – todos utilizados pela quadrilha formada para fraudar licitações e contratos públicos e supostamente comandada pelo prefeito de Coari, Adail Pinheiro.

A Polícia Federal, segundo o superintendente da instituição, Sérgio Fontes, chegou ao dinheiro através de denúncia anônima ocorrida durante a execução da Operação Vorax. Os R$ milhões, que serão guardados em uma agência da Caixa Econômica Federal (CEF), foram transportados para Manaus em uma embarcação da Polícia Federal.

Sérgio Fontes admite que o dinheiro é fruto de ações fraudulentas da quadrilha de Coari.

O responsável pela operação, delegado Jocenildo Cavalcante, garante que o prefeito Adail Pinheiro será intimado para depor.

Deixe um comentário

Filed under Uncategorized

O perfil de alguns dos presos da Vorax

Ontem foi um dia especial e histórico no município de Coari. Foram presos os comandantes da quadrilha de ladrões supostamente comandada pelo atual prefeito municipal de Coari Adail Pinheiro, o único que não foi preso.

Os presos foram:

1. Sargente Aguiar, chefe do Comando Delta. Aquele que matou o Eliney de forma bárbara. Na casa dele foram encontrados 7 milhões de reais.

2. Cezário Menezes, dono da Construtora Menezes, que prestava serviços à Prefeitura. O Cezário vai pagar pelos roubos do Adail, pois este era ficha pequena. Fazia o que o “homem” mandava, entregando notas para as licitações fraudulentas.

3. Valter Braga Ferreira, membro da Comissão de Licitação. Assinava os avisos de licitação no diário oficial. Chegou arrastando uma cachorrinha em Coari e nestes últimos tempos, até casa de 80 mil tinha comprado.

4. O jornais falam que foi preso em Manaus o irmão do Adail, Eduardo Pinheiro, o Eduardinho, o que possuia uma procuração da Empresa COMAM que prestava serviços ao município de Coari. Esta procuração foi denunciada pelo Jornal A Crítica do Amazonas. A CGU encontrou muitas irregularidades nas transações desta empresa com o prefeito Adail.

5. Elizabeth Pinheiro Zuidgeest, irmã do Adail Pinheiro. Também participava do esquema preparando por Manaus as licitações. Muito parecida com o Adail na arrogância e nas loucuras.

6. Haroldo Portela, encarregado pelos eventos, contratações de bandas e tudo o mais para as realizações das festas. O CIRCO era comandado por ele.

7. Paulo Bonilha, Secretário de Obras. Lá que se encontravam as maiores falcatruas, há muito denunciadas.

8. Paulo Sérgio Chagas, sub-secretário de Obras. Este parece que entrou de gaiato na história, pois o seu nome não está sendo cogitado entre os coarienses.

9. Rome Sineide Gomes, secretária de Finanças. Esta sabia de todas as falcatruas e participava ativamente de todos os roubos, pois era ela que assinava os cheques junto com o Adail.

Deixe um comentário

Filed under Uncategorized

Multidão vai ao aeroporto assistir embarque de presos em Coari

Centenas de pessoas lotaram o aeroporto de Coari para assistir o embarque, em um avião da Polícia Federal, seus presos envolvidos em práticas fraudulentas perpetradas naquele município desde 2001.

Em nota distribuída pela Polícia Federal, a investigação detectou que somente para cinco das empresas utilizadas no esquema foram repassados recursos da ordem de R$ 49 milhões. O nome das empresas não foram repassadas para a imprensa, mas fontes do REPÓRTER asseguram que são elas:

– Empresa Amcom
– JBL/COMAM
– Geométrica Murai
– Mercúrio

Deixe um comentário

Filed under Uncategorized

22 já caíram na malha da Operação Vorax

Até o final da tarde de hoje, a Polícia Federal já havia cumprido 22 prisões do total de 23 mandados de prisão a serem cumpridos durante a execução da Operação Vorax – uma referência a uma bactéria (alcanivorax borkumensis),que se alimenta de petróleo para ganhar energia.

De acordo com informações chegadas à redação do REPÓRTER foram presos em Coari

– Aguiar, segurança do prefeito Adail Pinheiro.
– Cesário, empreiteiro.
– Paulinho, engenheiro da Secretaria de Obras
– Paulo Bonilha, secretário de Obras
– Joelma, secretária de Ação Social
– Rome, secretário de Finanças

Em Manaus

– Elizabeth, irmã do prefeito Adail
– Eduardinho, irmão do prefeito
– Aroldo Portela, promotor de eventos
– Fabinho, empreiteiro
– Flavinho, empresa Tercon
– Ezequiel Brandão da Rocha, empreiteiro

Deixe um comentário

Filed under Uncategorized