Arthur promete ser o carrapato do governador


20 de abril de 2008 – Cidades


Arthur afirma que o gado do governador está sendo vendido sem nota fiscal, com o intuito de evitar o pagamento de 6% de imposto

Conhecido como um dos principais líderes da Oposição no País, o senador Arthur Virgílio Neto (PSDB) resolveu ser “a pedra no sapato” do governador Eduardo Braga (PMDB). “O governo faz o que quer, praticamente sem oposição. Agora, o governador vai ter um carrapato em cima das ações da administração dele”, afirma.
Na última semana, o senador revelou que o governador Eduardo Braga, que tenta ostentar o título de “governador ecológico”, é pecuarista, com 3.374 cabeças de gado, num investimento que totaliza R$ 700 mil.
“A atividade de pecuarista é condenada na Amazônia, por se tratar de uma atividade antiecológica, por promover, sobretudo, a derrubada de floresta. É estranho alguém falar de desenvolvimento sustentável e preocupação com a floresta e, ao mesmo tempo, dedicar-se à atividade tão pouco recomendável”, observou.
Arthur afirma que o gado do governador está sendo vendido sem nota fiscal, com o intuito de evitar o pagamento de 6% de imposto. “O gado que é vendido sem nota não sai do papel. E como não houve a baixa da venda, é como se o gado desse cria três, quatro vezes ao ano. É um negócio ideal para a lavagem de dinheiro”, observou.
Outro “fato estranho” é que a fazenda, no Acre, onde ficam os bois do governador, pertence ao ex-deputado federal Márcio Bittar, amigo pessoal de Braga, que mantém dois empregos públicos no Amazonas, sem morar no Estado, ganhando cerca de R$ 12 mil por mês.
Arthur também está colhendo mais informações sobre a “farra aérea” com dinheiro público, que estaria custando R$ 2 milhões por mês aos cofres do Estado. Esta semana, por meio de requerimentos entregues à Mesa do Senado para serem encaminhados ao ministro da Defesa, Nelson Jobim, Arthur pediu informações sobre destino, tripulantes e passageiros de aviões particulares utilizados pelo governador Eduardo Braga.
O senador quer saber, precisamente, quais as origens e destinos dos vôos realizados, desde 2003, pelo avião Cessna Citation III, de prefixo PPAIO, horários de partida e de chegada e os nomes dos tripulantes e passageiros de cada vôo. A mesma pergunta faz em relação ao avião Citation Excel, de prefixo PPMDB, desde abril de 2007.
Em outro documento, pergunta quais foram os vôos realizados, desde 2007, em aviões particulares, excetuados os vôos de carreira, cuja origem tenha sido São Paulo e o destino, aeroportos localizados na Província de Mendoza, Argentina.
Nesse último caso, esclarece Arthur Virgílio, é para confirmar informação da imprensa de Manaus, segundo a qual o governador alugou avião em São Paulo para fins particulares na Província de Mendoza, “o que constitui desperdício dos já escassos recursos do orçamento do Estado”.

Comissão externa para investigar

No Senado, Arthur está articulando a formação de uma comissão externa para investigar as diversas denúncias contra o governo Eduardo Braga. E são muitas: irregularidades do Programa Social e Ambiental dos Igarapés de Manaus (Prosamim), que vão de compra subfaturada de terrenos à venda ao Estado superfaturada; terrenos adquiridos por “laranjas” a R$ 2,4 milhões, no bairro de Santa Etelvina, repassados ao Estado por R$ 23 milhões, alguns dias depois; dispensa de licitação na Central de Medicamentos (Cema), no valor de R$ 20 milhões; mais de R$ 70 milhões distribuídos entre seis empreiteiras “amigas” do poder, a pretexto de enfrentamento às fortes chuvas de 9 de abril do ano passado; A “farsa aérea”, que usa “laranjas”para adquirir aviões e ainda custa, de “aluguel”, cerca de R$ 2 milhões ao erário; o escândalo da BR-307, estrada que liga Benjamin Constant a Atalaia do Norte, com duplicidade de dinheiro estadual e federal para construí-la; e os R$ 165 milhões para obras de infra-estrutura em sete municípios da região do Alto Solimões, dos quais R$ 18 milhões foram pagos por obras “fantasmas”, inexistentes, antecipadamente. “É muita coisa séria que está acontecendo no Amazonas. Não dá para ficar calado”, afirmou.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s