Arthur Neto vai ao Ministério Público denunciar Braga

Senador admite que Braga não quis encará-lo na frente do Príncipe de Gales pois sabia que seria desmascarado por ele, e que todos ficariam sabendo que o governador verde é, na verdade, um grande pecuarista

Decidido mais do que nunca a continuar com as denúncias contra o governador Eduardo Braga (PMDB), principalmente depois das manifestações de estudantes, vereadores e deputados pedindo o fim da corrupção e mais transparência nas ações do governo, o senador Arthur Neto (PSDB) conversou por telefone dos EUA com o REPÓRTER e disse que os bombardeios vão continuar quando retornar da Inglaterra.
Arthur Neto, que já sabe que foi chamado por Braga de “desequilibrado”, fez questão de enfatizar que não vai dar trégua ao governador e garante que ainda tem muita coisa para vir à tona.
E para provar que não está de brincadeira e que de fato está num “campo de batalha”, Arthur disse que vai formalizar pessoalmente as denúncias no Ministério Público tão logo ponha os pés em Manaus.
O senador tucano, convidado do Príncipe de Gales para participar do evento Amazon Private Meeting, que tem como objetivo discutir a questão da floresta amazônica, lembrou que Eduardo Braga, considerado o governador ecológico da Amazônia, também foi convidado para o encontro, embora, como ressaltou, tenha declinado estranhamente do convite.
“Ele não quis me encarar na frente do Príncipe de Gales porque sabe que eu iria desmascará-lo e mostrar a todos que o governador verde é, na verdade, um grande pecuarista”, afirmou o senador.
Durante a breve entrevista, Arthur garantiu, inclusive, que irá cobrar um posicionamento do Ministério Público a respeito do programa “Fala Governador” e da campanha institucional veiculada maciçamente nos meios de comunicação sobre a viagem do governador ao exterior.
“O governador está fazendo campanha eleitoral com o dinheiro do povo. No Paraná, um programa de rádio feito pelo governador Roberto Requião já foi proibido. Também não dá para aceitar uma campanha institucional focada na imagem do governador, contrariando a própria constituição”, observou.
Sobre a reação do governador Eduardo Braga que o chamou de “desequilibrado”, Arthur Neto afirmou que se sentiu ofendido e que o governador em todo o direito de se espernear.
“O que esperava do governador é que respondesse as diversas suspeitas de irregularidades que envolvem a administração estadual. Ele não explica os R$ 18 milhões pagos por obras fantasmas, nem porque utiliza dinheiro público em negócio agropecuário com parceiros no Acre. Agora fica com essa conversa fiada, típica de ladrão que quer prender a Polícia.”

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s