Vivaldão estará “novo” para Copa 2014

Até a Copa de 2014, o Vivaldão, , deverá figurar entre os mais modernos do Brasil, superando, inclusive, o Macanã

Informações chegadas à redação do REPÓRTER dão conta de que o Estádio Vivaldo Lima estaria entregue ao mais absoluto abandono e que, em conseqüência dessa realidade, seus banheiros estariam entupidos, o gramado imprestável, as estruturas podres, o placar eletrônico pifado, as cadeiras esburacadas, instalação elétrica e hidráulica avariados e tantos outros problemas.
E mais: que o Amazonas teria ficado de fora da Copa do Mundo de 2014 devido à situação decrépita da principal praça de esportes do Estado.
Seria verdade mesmo? Só vendo. E foi exatamente o que fez o REPÓRTER, que chegou até o desportista Oriovaldo Malízia, administrador do estádio, que de imediato abriu as portas do Vivaldão para que a reportagem tirasse as suas próprias conclusões.
Para a felicidade de todos os amantes e não-amantes do futebol, a grama do estádio se encontra em regular estado de conservação e cuidadosamente aparado por um dos funcionários do estádio.
Melhor ainda. Tão logo o atual campeonato seja encerrado, todo o gramado será trocado, assim como parte do sistema de drenagem das águas pluviais.
Outra informação alentadora é que em julho o gramado do Vivaldão será reaberto, totalmente renovado, para receber os jogos da Série C do Campeonato Brasileiro. Até lá, o placar eletrônico cujo mecanismo quebrou há um mês será consertado, pois as peças necessárias vêm de fora e ainda não chegaram a Manaus.
Com relação ao estado de conservação, Malízia admitiu que esteja apenas “regular. “O projeto do estádio é antigo e está obsoleto, pois foi concebido em meados dos anos 60, pré-inaugurado em 1969 e entregue ao público em 1972 sem a conclusão das obras”, revelou Ariovaldo Malízia. “Essa situação se prolongou praticamente até 1995, quando o estádio recebeu sua primeira grande reforma de fato”, completa.
Malízia acrescentou que faz parte dessa época o atual sistema de som, o placar eletrônico, as cadeiras das arquibancadas, a marquise e diversas outras melhorias realizadas, como no gramado e em outras dependências.
“De 1995 até os dias de hoje já se passaram 13 anos e nada parou no estádio, que é utilizado, inclusive, para promoções de espetáculos”, explica. “Existe o desgaste, alguns pontos mostram infiltrações, outros chegam a alagar e, para completar, ainda é pilhado pelos vândalos, que arrombam os cadeados para roubar os fios de cobre dos refletores, completa.”
Sobre a possibilidade de o Vivaldão ser escolhido pela CBF ou pelo COB para sediar jogos da Copa do Mundo de 2014 ou para alguma atividade olímpica, Malízia assegurou que o estádio será praticamente reconstruído.
O fato novo, segundo Malízia, é que as gerais serão demolidas, as arquibancadas expandidas sobre essa área, e as cadeiras terão encostos, exigido conforme os novos padrões adotados pela Fifa para estádios de primeira classe no mundo inteiro.
Até a Copa de 2014, o Estádio Vivaldo Lima, segundo informou Ariovaldo Malízia, deverá figurar entre os mais modernos do Brasil, superando, inclusive, o Maracanã, Morumbi, Beira-Rio, Mineirão, Fonte Nova e outros de renome internacional. “O Amazonense poderá se orgulhar do seu estádio”, comemora.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s