Castro afirma: “propaganda do governo é a maior do Brasil”

Luis Castro afirma que o Amazonas tem o maior gasto per capita do Brasil em propaganda oficial. São R$ 55 milhões previstos para o orçamento da Agência de Comunicação do Estado que equivale a R$ 14,00 por pessoa

A bancada oposicionista na Assembléia Legislativa do Estado não passa de dois ou três deputados solitários, mas quando se dispõem a falar do governo o estardalhaço é certo.
Basta falar que o governo é perdulário, como disse o deputado Luiz Castro (PPS), referindo-se aos gastos da Agência de Comunicação (Agecom), que dispõe de R$ 45 milhões para propaganda oficial, o termômetro no plenário da Assembléia Legislativa supera os 40ºC.
E não é pra menos.
Segundo o deputado Luis Castro, o Amazonas tem o maior gasto per capita do Brasil em propaganda oficial. São R$ 55 milhões previstos para o orçamento da Agência de Comunicação do Estado que equivale a R$ 14,00 por pessoa. Como comparativo, Castro diz que São Paulo tem gasto de R$ 2.32 por pessoa, Rio de Janeiro gasta R$ 1,72, Pernambuco gasta R$ 3,7, Bahia gasta R$ 1,45 e Paraná gasta R$ 1,00. “No Amazonas, a propaganda oficial do governo é quatorze vezes mais que no Paraná”, afirma o deputado.
Para Luis Castro, o governo poderia redirecionar os recursos da Agecom para campanhas educativas, de cunho orientador e preventivo, ao invés de apenas enaltecer a figura do governador. Segundo o deputado, os gastos em propaganda do governo são desnecessários e mal aplicados, porque não orientam a população e nem discute temáticas relevantes, como o caso de abuso sexual e da exploração de crianças e adolescentes.
Segundo Luis Castro, a propaganda governamental reproduz a velha cultura de que o governante é o salvador da pátria e que oferece os benefícios ao povo como se fosse uma dádiva.
“Na propaganda, o governador aparece como um homem generoso que doa ao povo recursos, mas sem discutir que esses recursos já pertencem ao povo”, comentou o deputado.
Castro aponta diversos temas que poderiam ser discutidos na propaganda oficial, como a prevenção das drogas, os melhores meios de acesso ao sistema de saúde, orientação contra a gravidez precoce e o planejamento familiar.
Para o deputado, campanhas assim iriam beneficiar mais a população do que simplesmente mostrar o governador inaugurando obras. “Acho que o governo poderia gastar melhor esses R$ 55 milhões em benefício da cidadania”, alertou Castro.
Segundo Castro, o Amazonas é o Estado que mais gasta com comunicação, e não gasta bem, porque não procura valorizar a cidadania, como deveria ser o objetivo da propaganda oficial. O deputado citou o programa de rádio Fala Governador, classificando-o como oficial e oficializado, que serve apenas para enaltecer a figuro do governador.
“Não sou contra a propaganda do governo, mas apenas gostaria de ver seriedade nessas peças publicitárias e não enganação”, declarou Castro.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s