Jefferson Peres morre aos 76 anos

O líder do PDT no Senado, Jefferson Peres (PDT-AM), 76, morreu às 6h30 desta sexta-feira em Manaus (AM).

Ele morreu na casa onde morava, no bairro de Adrianópolis, e pode ter sido vítima de um infarto, segundo informações preliminares passadas por Dermilson Chagas, da SRT (Superintendência Regional do Trabalho) no Amazonas e um dos líderes da sigla no Estado.

O gabinete do senador, em Brasília (DF), também confirmou a informação da morte de Peres, mas não soube dar mais detalhes a respeito.

O senador passava o feriado de Corpus Christi com a família. Líder do PDT no Senado, Peres nasceu em 19 de março de 1932, em Manaus.

Peres era professor e advogado, com longa carreira de vereador em Manaus. Ele ocupava vaga no Senado desde 1995, e exercia seu segundo mandato de senador.

O senador José Jefferson Carpinteiro Peres, conhecido como Jefferson Peres, nasceu em 19 de março de 1932, em Manaus (AM).

Professor e advogado, ocupava vaga no Senado desde 1995, e exercia seu segundo mandato na Casa. Ele era filiado ao PDT desde o início de 1999.

Peres participou, na década de 50, da campanha “O Petróleo É Nosso” e, em 1988, foi eleito para seu primeiro cargo público: o de vereador em Manaus, cargo para o qual foi reeleito para segundo mandato, cumprido até 1995, quando assumiu sua cadeira no Senado.

Ele também foi candidato à vice-presidência do Brasil nas eleições de 2006, na chapa do também senador Cristovam Buarque (PDT-DF). Peres era o líder da bancada do PDT no Senado.

2 comentários

Filed under Política

2 responses to “Jefferson Peres morre aos 76 anos

  1. parabéns por serem o unico site de um jornal deste Estado que faz atualizações das noticias, não é estático como os outros

  2. Zé Garcia

    Joaquina – Castelo, belo trabalho!
    Lamento a morte do senador Péres. Participei do ato fúnebre. Me chamou atenção foi o governador Eduardo Braga, falar com muita desenvoltura, sobre a vida do senador.
    Mais nenhuma palavra sobre a operação vorax. Por sinal as operações da PF viraram rotina no governo estadual. Atingem aliados muito próximo.
    A Aleam- pra variar omissa.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s